COCA-COLA NO CEMITÉRIO DE PEREGRINOS

- Solange Amador

Relato

Estava eu indo a Eunates, em desvio a Puente La Reina, quando comentei com um francês, que se encontrava ao meu lado, o quanto eu desejava tomar uma coca-cola, já que o sol escaldante não dava trégua. Qual não foi minha decepção ao perceber que nada havia, a não ser uma "tienda" vendendo bugigangas. Um grupo de gringos, desses países cuja língua não dá pra se identificar, assistia à missa rezada por um dos seus. Aproveitando o momento e a esticada, decidimos assistir à missa até o final.

Ao nos retirarmos, percebi que uma senhora descia com várias latas de coca-cola do ônibus. Ora, eu já nem me lembrava que momentos antes ansiava por uma. Mas para minha surpresa o francês pediu uma coca-cola à gringa. Ela não entendeu a pergunta e já ia se retirando quando um senhor, que também descia do ônibus, me ofereceu uma.

Coisas do Tiaguinho? Acreditem. Desejos são realizados no Caminho de Santiago.

Solange

R E L A T O S