CAMINHO DAS MISSÕES

- Larirton Rippol

Relato

A denominação pode ser variada, mas o acontecido foi apoteótico. A chegada dos peregrinos na catedral foi maravilhosa, a Missa , o lançamento do Projeto Caminho das Missões Jesuítico-Guarani, a multidão de pessoas e a colaboração e participação da população no evento foram sensacionais. A missa "Terra Sem Males" cujo texto é de Dom Pedro Casáldaliga, em frente a catedral de Santo Ângelo, foi magnífica. Seu coral, com aproximadamente 500 vozes, num encontro de pessoas simples de todas as comunidades envolvidas, comandado com maestria pelo regente Pery Souza e com arranjo musical do maestro Martin Coplas foi comovente; a comunidade indígena dos Guaranis carregando tochas e a Cruz Missioneira , o coral infantil dos índios com sua simplicidade e amor nas cantigas de seus ancestrais foi tocante; a coreografia do grupo de atores de Porto Alegre, cujos componentes vivenciaram teatralmente este ato, foi belíssima; a presença de grande público da região e de autoridades eclesiásticas, do Prefeito de Santo Ângelo e todo seu secretariado, em especial, a Secretaria de Turismo e Esportes e do Governador do Estado, filho das Missões, fizeram desta Missa "Terra sem Males", um ato que deverá ser um marco cultural no calendário turístico de nosso Estado nos próximos anos.

Nós peregrinos, agradecemos a dádiva de sermos coadjuvantes deste projeto vitorioso.

O Caminho das Missões Jesuítico-Guarani.

Lairton

R E L A T O S